sentou e deixou a mão encostando na minha perna – 1233

1233 – Eu sempre ando de ônibus escutando música pra ninguém vir me pertubar/falar comigo, mas ontem por eu estar com muita dor de cabeça, decidi vir no silêncio mesmo já que o ônibus estava bem vazio. Então, que eis entra um senhor de uns 75 anos mais ou menos, e senta do meu lado. Eu já achei super estranho porque todos os lugares destinados a idosos estavam vazios, e eu estava sentada no último banco antes da porta. Ele colocou a mão dele do lado da perna dele, e assim ficava encostando na minha, e eu cruzando a minha perna, tentando ficar o mais longe possível. Eu achava que podia ser coisa da minha cabeça, que ele só poderia estar com a mão ali por conforto mesmo, sei lá. Ai ele começou a puxar assunto falando “Acho que nós já pegamos esse ônibus juntos”, e eu “Não, não acho não”, ai ele “Tenho certeza que sim, você tem um rosto muito familiar, você sempre pega esse horário?” eu: “não pego não” (mentira, pego sim). A situação era tão surreal de um velho dessa idade estar dando em cima de mim que eu queria rir. Ai ele veio com um papo “você é muito bonita, tem namorado?” eu: “Tenho sim”, ai ele continuou tentando puxar papo, e com um sorriso nojento no rosto, mas eu resolvi me fingir de autista e fiquei apenas olhando pra ele com uma cara feia sem responder. Enfim, ele desistiu e uns 5 minutos depois eu cheguei no meu ponto, com um alivio imenso de ter saído dessa situação. Eu realmente fiquei achando que poderia ser coisa da minha cabeça, que ele só estava sendo simpático, mas eu me toquei que sim, homens tarados, nojentos, e sem noção também envelhecem.