Sinto muito nojo, mas não consigo reagir – 1224

1224 – Já passei por diversas situações abusivas, desde pequena. Sofri muito por causa do machismo e o feminismo com certeza me libertou e me ensinou a ter amor próprio.

É impossível sair na rua sem ter medo, quando eu tinha cinco fui abusada pelo vizinho, quando eu tinha treze um menino mais velho pegou minha mão e colocou no pênis dele forçadamente, com uns catorze eu e uma amiga fomos perseguidas durante quarteirões por um homem que não gostou que não respondemos sua cantada e simplesmente pulou do caminhão de lixeiro e veio atrás, recentemente fui perseguida por um carro que quase conseguiu me colocar para dentro.

E quase todos os dias sofro com as cantadas de rua. Sinto muito nojo, fico brava e inconformada. Mas eu simplesmente não consigo reagir, fora fazer uma cara feia. Minha vontade era gritar com o indivíduo, bater de frente, deixá-lo com a cara no chão. Mas simplesmente não encontro coragem. Sempre fico com medo que ele faça alguma coisa!

Hoje eu estava andando no centro, em uma rua muito movimentada, com uma amiga. Passou um homem de uns setenta anos, encostou o braço em mim e disse “gostosa” quase no meu ouvido, com aquela voz nojenta e escrota que vocês devem conhecer muito bem, infelizmente.

Olhei para trás inconformada depois que ele passou, mas não consegui reagir. Fiquei com tanto nojo, me senti tão impotente, como que alguém se vê no direito de passar do teu lado e falar uma coisa dessas? E ainda como pensa que tem o direito de encostar um dedo sequer em você?

Sinceramente, eu QUERIA muito que me dessem dicas de como eu faço para ter coragem e reagir à essas coisas! Essa minha amiga tem esse mesmo problema. Quando estamos juntas e isso acontece sempre ficamos enojadas e tristes por não reagir. O que fazer?