“tira a jaqueta pra mostrar a bundinha”- 881

[Relato masculino]
881- “Sempre reparo nas cantadas que amigas ou mulheres na rua acabam levando, e sempre me incomodei e questionava o porque delas não reagirem ou então xingarem os panacas, elas sempre me respondiam : “porque é pior”.
Um dia vesti uma calça skinny eu gosto do modelo, e acho que fica bonita no corpo masculino, por ser uma calça de um padrão mais apertada ela acaba marcando mais as “curvas” e apesar de ser magro, ter um corpo normal, tenho coxas e bunda grande, o que eu não esperava que fosse acontecer é ser cantado mais de uma vez na rua por homens e levar buzinadas, cansado da situação, tirei meu casaco e amarrei na cintura achando que ia amenizar a forma da calça e do meu corpo, mas isso não aconteceu, em uma das travessas da brigadeiro luis antônio com a paulista um homem mais velho gritou: “tira a jaqueta pra mostrar a bundinha” foi tão terrível e humilhante que acabei dizendo : “vai se foder seu filho da puta” foi a pior coisa que eu poderia ter feito, ele começou a me xingar de gay, puta, promíscuo, disse que o culpado era eu por usar uma calça tão justa.
Cheguei em casa com um péssimo humor, e um sentimento de impunidade misturado com um sensação de não ter como me defender, agora eu entendo porque não retrucam, não fazem nada.
Nunca mais consegui usar uma calça justa, ou um calça no meu número que é 38, só consigo usar calças mais largas ou em tamanho maior.”