[Trigger Warning] Ele me levou pra um lugar deserto – 910

910 – “Sei que a página é direcionada a cantadas e agressões verbais, mas é o primeiro lugar onde me sinto confortável o suficiente pra contar o que me aconteceu.
Quando eu tinha acabado de fazer 11 anos, um primo de 29 se mudou pra casa dos meus pais. Depois dessa mudança eu me sentia sempre acuada, ele me fazia perguntas sobre sexo e eu fingia que não ouvia, saia de perto. Me sentia observada a cada passo, cada banho, cada sono. A porta do meu quarto nunca teve fechadura pelo lado de dentro, e isso nunca me perturbara tanto. Minha família de evangélicos fanáticos acha até hoje que privacidade é sinônimo de pecado.
No meu aniversário de 12 anos ganhei uma moto 50cc, e meus pais não me deixaram testa-la sozinha. Mandaram ele comigo pra dar uma volta, porque iam pra algum evento importante. Meu coração disparou, a garganta fechou e eu disse que não queria mas ir, que eu iria outro dia quando eles pudessem ir também. Minha mãe achou que eu tivesse desrespeitando a decisão dela e a fazendo passar vergonha na frente da “visita”, e ordenou que eu fosse.
Naquele “passeio” eu me senti como uma ovelha sendo levada ao matadouro. Ele me levou pra um lago afastado da cidade, um lugar deserto, saiu da moto e mandou que eu levantasse também. Eu não obedeci, continuei na moto paralisada, até que ele veio e sentou na garupa. Tentei sair mas ainda era muito pequena e me atrapalhei, tinha pernas curtas demais.
Ele me segurou com um braço e ficou me alisando com a outra mão. O cenário se apagou e eu só conseguia chorar e pensar que ninguém acreditaria no estupro de uma garota gorda.
“Como uma menina tão novinha tem uma bunda tão boa dessas?”