um cara colou atrás de mim, dava para sentir o p** – 1099

1099 – Estava lendo alguns casos na internet e me veio a mente um momento em que realmente fiquei com medo.

Estava na plataforma do metro, lotado de gente esperando para entrar, me sentindo sardinha. Quando a porta abriu as pessoas à minha frente entraram e acabei não conseguindo, ficando bem na beirada da plataforma esperando o próximo. Quando este chegou, antes mesmo de parar, as pessoas estavam se apertando e um cara grudou atrás de mim. Eu entendo a situação de metro lotado, muitas vezes é inevitável não encostar na bunda de alguém, mas nesse caso ele estava colado, eu conseguia sentir o p** dele, dava para perceber que era intencional! Me mexi para ver de ele percebia mas ele não se afastou. Nunca reajo a nada, só ignoro, mas já estava estressada pelo calor e a multidão e fiquei com tanta raiva que dei umas cotoveladas para trás, nele, para que se afastasse (pelo menos da cintura pra baixo). Ele ficou louco, e quando a porta abriu me empurrou com força. Fui parar há uns 2 ou 3 metros dele, com o metro cheio de gente mas ele ficou me encarando o tempo inteiro com ódio nos olhos e falando ou balbuciando coisas que eu não conseguia entender (não estou lembrada se ele era estrangeiro ou falava estranho), mas ele estava muito bravo. Fiquei ignorando e tentando desviar o olhar, totalmente impotente, parecia que ele queria muito me bater.

Graças a Deus eram só 2 estações e eu consegui sair logo antes que ficasse com menos gente e ele chegasse perto de mim. Mas fiquei muito aflita e olhando para trás o tempo todo até chegar em casa pensando na possibilidade dele vir atrás de mim.

Na época contei isso para meu namorado, que teve uma reação meio de “que pena de você meu amor” e “você tem que tomar mais cuidado” e nem ligou muito… Homens não entendem esse sentimento pois nunca passaram e provavelmente nunca passarão por isso.

Impotência e medo diante de um assédio é provavelmente o pior sentimento do mundo.