“VAI SE FUDER, SUA PUTA!” – 647

647 – “Esses dias mais ou menos umas 20:00 eu estava caminhando até a minha casa. Um carro passou ao meu lado bem devagar (acredito eu me analisando como se eu fosse um produto) e parou na próxima esquina e abriu a porta. Simples assim, nem disse nada, só abriu a porta como se eu fosse entrar em um carro de alguém que eu nem vi a cara, e à noite. Passei direto, o carro veio andando atrás de mim,abriu o vido e gritou “VAI SE FUDER, SUA PUTA!” Por favor, alguém me explica o que aconteceu?Ele não teve a dignidade de me falar nada antes, mas teve a ousadia de me chamar de puta só porque eu estava zelando pela minha vida? Quer dizer que eu sou uma puta só por saber que entrando no carro dele eu estava correndo todos os ricos possíveis uma vez que lá dentro eu estaria a mercê dele? E o pior é que isso dos caras me oferecerem carona é algo que acontece com frequência, isso mais do que um desabafo é uma questão que quero a resposta de vocês, o que esses caras que nos oferecem caronas pensam? Que não assistimos jornais? Que não sabemos o risco que corremos entrando no carro de alguém que nem conhecemos?”