“Vem cá, cachorra!” 635

635 – “Todos os dias de manhã pego o circular da USP até o metrô butantã. Hoje quando passava pela frente do metrô, vi que tinha um cara descendo as escadas me olhando daquele jeito esquisito de que vai te engolir só de olhar, até aí passo por isso todos os dias, assim como todas nós, mas dessa vez não parou por aí ou no “ooi princesa”, o cara pulou na minha frente com o rosto a menos de 5 cm do meu e disse “vem cá cachorra”. Na hora só consegui gritar um “vai se foder”, acho que se tivesse mais 2 segundos pra reagir tinha dado um bom chute no saco dele. Fiquei completamente em pânico, minha vontade era de chorar a hora que entrei no ônibus. Quando cheguei em casa a tarde comentei com meu pai que contou pra minha mãe, pra minha surpresa, ela que geralmente tem ideias super machistas sobre tudo veio super preocupada me perguntar sobre isso e ainda disse que eu deveria ter ido reclamar com a segurança do metrô sobre esse homem que estava assediando mulheres na rua e ficou feliz de eu ter gritado com o cara.”